segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Os nossos concelhos vizinhos

Do Blog do Paulo Pascoal, COUSAS DE ANTANHO E DE AGORA,copiei este seu post


Os nosso concelhos vizinhos



Este fim-de-semana, mais propriamente no Domingo, eu e a minha família fomos dar um passeio. O dia estava bonito, apetecia passear! Não foi preciso ir para muito longe, Trás-os-Montes tem muitos recantos para serem descobertos. Bastou fazer uma pequena visita aos nossos Concelhos vizinhos de Mirandela e Macedo de Cavaleiros. São dois concelhos que nos últimos 15/20 anos souberam encontrar estratégias para atrair os turistas e deixar dinheiro nesses concelhos. Não quero com este texto melindrar nenhum poder político instituído mas o que tem de ser dito, tem de ser dito e a realidade está às vistas. O Concelho de Macedo de Cavaleiros por exemplo tem um posto de turismo que é por excelência a porta de entrada para qualquer pessoa que queira visitar aquela região. A primeira coisa que fizemos quando entramos no Posto de Turismo foi informarmo-nos do que havia no Concelho, depois de uma explicação breve dada por uma funcionária simpática tivemos acesso a panfletos, desdobráveis, livrinhos e 2 ou 3 postais, onde ficamos logo a saber que têm um roteiro museológico de 7 museus espalhados pelas aldeias do concelho com temáticas muito diferentes que vão desde a arte sacra e arqueologia ao azeite e Folclore, ficamos a saber que têm uma rota dos pelourinhos e do azeite, ficamos a saber quais os restaurantes e as especialidades gastronómicas da região. Temos acesso a uma agenda cultural onde notamos que a actividade cultural do concelho não acontece apenas nos meses de verão, mas durante todo ano. Ficamos a saber que, como eles têm um espaço digno para espectáculos de teatro podem trazer a Macedo artistas que de outro modo só se poderiam ver em Vila Real ou Bragança. Ficamos a saber que nessa mesma agenda cultural são divulgadas (incentivando assim) todas as actividades culturais e desportivas das associações (que são muitas). Através desta agenda cultural também ficamos a saber que o município de Macedo se preocupa por dinamizar as aldeias pondo-as na rota cultural e desportiva do Concelho, onde para isso se criou uma associação (Potrica – Associação Cultural do Nordeste Transmontano) que se dedica a incentivar, promover e divulgar eventos culturais no Concelho e fora dele. Para além desta divulgação no posto de Turismo, O município Macedense tem um Site onde não se limita a dar notícias e informação do que o Município faz ou tem, é acima de tudo um sítio onde a informação cultural, desportiva, turística e gastronómica tem destaque, privilegiando e apoiando a divulgação da gastronomia, cultura e desporto do Concelho de Macedo de Cavaleiros.


O trabalho que os municípios nossos vizinhos de Macedo de Cavaleiros, Mirandela e até Vinhais, têm desenvolvido em prol do turismo, não é feito em cima do joelho, foram necessários 15 ou 20 anos para que as coisas funcionem com qualidade. A qualquer altura do ano se vê gente nas ruas de Mirandela ou de Macedo, turistas que visitam aquelas terras deixando lá dinheiro, fomentando-se o negócio. Em Vinhais por exemplo, caminha-se a passos largos para esta auto-sustentação baseada num turismo de qualidade com o parque biológico da vila. Ou seja, não basta pensar em desenvolvimento à base do betão e promover uma ou duas feiras gastronómicas. Se não promovermos um turismo sustentável que se centre na divulgação e apoio do que se faz e do que se tem no nosso Concelho, corremos o risco de perder competitividade em relação aos outros concelhos vizinhos. Os turistas que vêm visitar Trás-os-Montes vão a Mirandela, Macedo, Bragança, Miranda do Douro, Vinhais ou Chaves e acabam por esquecer Valpaços que, tirando os dias de aulas, a Feira do Folar, o mês de Agosto e o inicio de Setembro com a festa, parece uma cidade fantasma, pouco ou nada mais há divulgado, que mantenha por aqui as pessoas.


Nestes últimos 15/20 anos o Concelho de Valpaços evoluiu sim, não o nego, ao nível dos acessos temos melhores estradas, ao nível social fez-se um grande investimento em novos centros de dia e lares, ao nível energético com investimento nas mini-hídricas, ao nível do bem-estar, foram feitos alguns jardins e parques e por aí fora… Falta a meu ver cuidar melhor do nosso património histórico e paisagístico, falta criar condições e estratégias para cativar o turismo para o nosso concelho ao longo de todo ano, falta criar um programa cultural diversificado que passaria por ter um espaço nobre vocacionado para as apresentações de teatro e outro tipo de espectáculos, falta envolver mais as associações do Concelho dando-lhes incentivos numa tentativa de encontrar uma plataforma de entendimento vocacionada para o turismo e para uma maior divulgação da cultura, desporto e outras iniciativas que aqui se produzem. Resumindo, falta agarrarmos com unhas e dentes a oportunidade de mostrar aos outros que também temos e fazemos coisas boas e com muita qualidade, para que quando as pessoas vieram visitar Trás-os-Montes, alguém lhes tenha dito ou de lerem em algum sítio que afinal no Concelho de Valpaços também temos paisagens bonitas e bem tratadas, que temos uma gastronomia de qualidade, que temos muitas igrejas e monumentos centenários para visitar, que temos e poderíamos mostrar semanalmente a nossa cultura num espaço de qualidade (se existisse). Mas para isso a autarquia terá mudar radicalmente a maneira de olhar para o Concelho, olhando-o como um todo, envolvendo todas as freguesias na divulgação e na criação de um programa cultural, desportivo e gastronómico.
Publicada por Paulo Pascoal em 02:49

1 comentário:

Paulo Pascoal disse...

Obrigado pela divulgação.
Abraço.